ORANDO COM A BÍBLIA – por parentes

6. ORANDO COM A BÍBLIA – por parentes

“Tudo a Deus em oração” – inclusive ‘aqueles’ parentes?

Pai eterno, no Nome poderoso de Teu Filho, Jesus, venho clamar por meus parentes. O só pronunciar as palavras ‘Pai’ e ‘Filho’ me faz lembrar que eu tenho uma família maior. E confesso que:
Nem sempre eu me lembro dela.
Não poucas vezes penso nela com desgosto por causa do trabalho que dá.
Melhor, o trabalho que daria se eu me envolvesse mais, me preocupasse mais.
Que povo complicado! Entre incredulidade e religiosidade… não o suporto!
Ainda bem que a gente se vê pouco – só em casamentos e cultos fúnebres.
Eles têm a vida deles, e eu tenho a minha vidinha com os meus. É melhor assim.

Como é? O Senhor está querendo saber
se eu tenho certeza de que todos os meus parentes são salvos?
se eu tenho falado de Ti para todos eles? Orado por eles?

O Senhor não acha
que eu oro bastante por meus?
que entre filhos, netos e ‘agregados’, a lista já é longa?
que eu podia deixar sogro, primos do marido, cunhadas… para outra tomar conta?
que meu tempo é pouco? Hoje mesmo temos a reunião de oração na igreja…

É. Como sempre o Senhor tem razão. São desculpas minhas, uma tentativa de camuflar a convicção de que aquele texto de Marcos 5 está me incomodando hoje. Minha pergunta é: “Por que razão o Senhor mandou o pobre do moço de volta aos parentes incrédulos? ” (Mc 5.19)

Vou dizer o que eu acho:
* Decápolis era lugar de gentios, pagãos. O só haver porcos ali já é sinal disso.
* O histórico do moço é para além de triste – acorrentado por demônios, vivendo nos túmulos, todo cortado, gritando sem parar. Será que a família dele lhe levava comida, cuidava dele, lembrava dele? Senhor, para ser-lhe sincera, eu duvido. Nestas horas, certas famílias somem.
* Por isso, me explique a ordem de Jesus, Vá para casa, para sua família (Mc 5.19)!
* O pedido do moço não era correto, Suplicava-lhe que o deixasse ir com ele (v.18)? Puxa, o Senhor não cansava de procurar seguidores: este moço se prontifica a seguir, e é rejeitado. Como é a história?

Ler o resto do versículo resolve o problema? Então, lá vou eu..

Vá … para a sua família
e anuncie-lhes o quanto o Senhor fez por você
e como teve misericórdia de você (v.19).

Senhor! Me sinto envergonhada. Na hora, o moço foi-se para casa e começou a anunciar em Decápolis o quanto Jesus tinha feito por ele (v.20)

Pai amado, confesso que a minha preferência é ficar com as irmãs da igreja.
confesso que eu amo o aconchego do nosso grupo. Me faz tão bem.
confesso que o só pensar em visitar certos familiares com a finalidade única de anunciar o quanto o Senhor já fez por mim dá um frio na barriga.
confesso que seria mais fácil enviar-lhes um e-mail, uma cartinha. Até podia postar um versículo bíblico no Face… O que é que o Senhor acha?

Acha que não, né? Neste caso,
o jeito é começar a orar logo
pedir coragem para fazer estas muitas visitas
orar por cada um, por cada uma, por cada família
orar pedindo que o Senhor me conceda graça para falar-lhes
orar pedindo que eu não chegue tarde demais.
Em todo caso, o jeito há de ser orar, orar, orar…
Quero crer, Senhor, que dentro em breve, eu, por Tua grande misericórdia, ficarei admirada (v.20) com os Teus feitos maravilhosos na vida de cada um, de cada uma, de meus familiares.
Que assim seja para a Glória de Jesus,
o libertador dos acorrentados
o restaurador de vidas arrebentadas
o construtor de famílias sadias, unidas.
Amém.

“Tudo a Deus em oração” – inclusive ‘aqueles’ parentes!