Orando com a Bíblia – por filhos começando o novo ano letivo

Orando com a Bíblia – por filhos começando o novo ano letivo

 

SENHOR, meu Deus, novamente eu Te louvo

por este novo ano que me dás

por Tua presença constante, encorajadora

por Tuas promessas totalmente confiáveis

pelo suprimento de todas as necessidades (Fp 4.19).

 

SENHOR, eu nem imaginava que as nossas necessidades eram tantas e tão caras!

sim, aquelas listas intermináveis de livros textos e cadernos são necessidades.

             Que eu encontre todos os ítens, SENHOR – e por um preço bom.

A farda do menor é outro assunto, e,

quanto ao tênis do universitário…

 

Mas, perdão, meu amado Pai. Eu não queria cansá-lo com meus pedidos bobos.

Hoje vim mais para conversar contigo sobre aquele capítulo 2 de Provérbios,

e sei que o mesmo nada tem a ver com material escolar!

Mas, sabe como é, um assunto leva a um outro,

e, quando menos se espera, a cabeça da gente já viajou para bem longe.

Que desafio à oração é este trecho, SENHOR.

Do jeito carinhoso com que eu falo com os meus filhos – filho meu (Pv 2.1) –

o SENHOR me fala a mim e a eles também.

E hoje o SENHOR me diz com todas as letras que

cadernos e livros novos e caros são muito limitados;

livros escolares não exaltam Tuas palavras, Teus mandamentos (v.1)

estudos universitários dão mais valor à prata do que à sabedoria (v.4)

e, com certeza, o bom siso (1.11)

as veredas da retidão (v.13)

o caminho dos homens de bem (v.20)

não constam nos currículos das escolas.

Por isso eu clamo a Ti neste instante.

 

SENHOR, que meus filhos

aceitem as Tuas palavras,

                        escondam Tuas palavras (v.1) em seu coração,

para não pecarem contra Ti (Sl 119.11).

Enfim, que sejam salvos de verdade,

prestando atenção à sabedoria divina

e desejando sobretudo entendimento das coisas de Deus (v.2).

Eu quero filhos que apreciem mais os Teus tesouros (v.4) do que

sucesso nos estudos,

fama acadêmica,

boas profissões,

rios de dinheiro.

 

Posso apresentar-Lhe uma lista alternativa, SENHOR?

Ouso clamar que o SENHOR  conceda a cada um, do menor ao maior,

a graça de ter o SENHOR como seu professor ao longo de 2015,

que aprenda bem nas Tuas aulas de vida,

que ame as matérias,  justiça, juízo e equidade (v.9),

que caminhe sempre pelas Tuas boas veredas (v.9),

que jamais ande pelos caminhos das trevas (v.13),

que não caia na imoralidade mortal (v.16-19).

SENHOR, sei que estes cadernos e livros irão se estragar,

que a farda nova não durará muito,

que novidades pedagógicas e modas acadêmicas têm seus dias contados.

Sei que a vida passa,

que a eternidade chega,

que nas Tuas provas há somente dois grupos de alunos:

retos e íntegros (v.21),

ou

perversos e aleivosos (v.22).

 

Então SENHOR, parece crime eu enviar os meus lindos filhos

para um ano de horas gastas em estudos contrários ao Teu currículo,

para um ano de provas escolares que não visam a Tua prova final.

 

Mas, com a Tua ajuda, SENHOR, este ano letivo será totalmente diferente porque

eu mesma,

mãe crente e consciente,

débora de fé ousada,

faço questão de contratar o SENHOR como Professor muito querido,

Professor ouvido e obedecido,

Professor de um livro só, a Bíblia;

e que o conhecimento de Ti seja agradável aos meus filhos.

 

Desta maneira todos terão um ano escolar proveitoso e feliz,

com lições divinas cravadas no coração,

em vez de meros rabiscos em cadernos.

 

E a Ti somente darei todo o louvor a cada dia.

Por Cristo Jesus, meu amado Salvador, eu oro e desde já agradeço.

Amém.

Joyce Clayton